sexta-feira, 5 de junho de 2009

A expansão Árabe antes das Cruzadas (622-1089)

622. Maomé (570-632) é obrigado a sair de Meca, retirando-se para Medina (cidade do Profeta). Começo da Hégira (exílio), ponto de partida do calendário muçulmano (16 de Julho de 622).

630, 1 de Janeiro. Maomé regressa a Meca, após ter derrotado as forças de Meca e os seus aliados. A nova doutrina triunfa na Arábia.

632. Morte de Maomé em Medina. Abu Bakr é escolhido por aclamação como primeiro califa. Os falsos profetas são derrotados, e as tribos rebeldes derrotadas.

634 – 644. O califa Omar, o primeiro a usar o título de Amir al-Mu'minin (príncipe dos Fiéis), transforma o Estado nacional árabe num império teocrático internacional e estabelece uma administração militar. O chefe das tropas de ocupação transforma-se em governador civil, chefe religioso e juiz temporal.

634. Teodoro, irmão do imperador bizantino Heráclio, é derrotado em Ajnadayn, entre Gaza e Jerusalém, pelo exército árabe.

636. Derrota do exército bizantino em Yarmuk, ao sul do Lago Tiberíades.

638. O califa Omar apodera-se de Jerusalém. Conquista da Palestina e da Síria.

639-641. Conquista da Mesopotâmia, actual Iraque, pelos exércitos árabes.

642. Conquista do Egipto, negociada pelo patriarca de Alexandria. As condições acordadas garantiam a segurança de pessoas e bens, e a liberdade de culto para os cristãos. Fundação do Cairo (al-Fustât)

649. Conquista de Chipre.

655. Conquista de Cabul.

687. Começo da construção da mesquita de Omar em Jerusalém.

711. Invasão da Península Ibérica. Derrota de Rodrigo, último rei Visigodo de Espanha.

- Conquista da região do Indo (actual Paquistão e Afeganistão).

716 - 717. Cerco de Constantinopla

732. Batalha de Poitiers. Fim da expansão árabe na Europa.

747. Sublevação abássida no Kkorassan.

750. Derrota do último califa Omíada de Damasco na batalha do Grande Zab, na Pérsia revoltada pelos Chiitas.

750 – 1258. Dinastia Abássida (de Abbas, tio de Maomé), sedeada em Bagdade, cidade inteiramente nova construída nas margens do rio Tigre. Fundada por Abu al-Abbas.

755 – 1031. Emirado, e mais tarde Califado (929), Omíada de Córdova, na Península Ibérica. Fundado por Abd al-Rahman, fugido do massacre dos omíadas em Damasco.

c.800. Mercadores muçulmanos em Cantão. Fábrica de papel fundada em Bagdade.

809. Morte do califa Haroun al-Rachid, conhecido pelas Mil e Uma Noites. Apogeu do império árabe.

825. Ocupação da ilha de Creta pelos muçulmanos.

827. O Mu'tazilismo, escola do Islão clássico fortemente influenciada pelo racionalismo, é proclama doutrina oficial.

830. Primeiras peregrinações a Santiago de Compostela. Depois de se ter encontrado o túmulo em 813.

831. Conquista de Palermo, na Sicília, pelos Árabes

842. Conquista de Messina, na Sicília, e de Tarento, na Península Itálica, pelos Árabes

842 – 902. Conquista da Sicília pelos Árabes.

846. Incursão muçulmana em Roma.

857. Morre Muhâsibi, um dos primeiros mísiticos (Çufis).

864. Surge a doutrina do «encerramento das portas do raciocínio individual» em matéria de interpretação da Lei.

868-883. Revolta dos escravos negros (Zandj) no Baixo-Iraque.

869. Conquista árabe da ilha de Malta.

874. Nascimento do teólogo al-Ash'ari: conciliação do racionalismo mu'tazilita com o tradicionalismo sunnita.

875. Massacre dos comerciantes muçulmanos na China.

940 – 1258. O califado dos Abássidas deixa de ter qualquer importância política. Devido ás revoltas chiitas, e à incapacidade do califa, aparecem várias dinastias locais cujos príncipes tomam o título de califa.

960. Conversão ao Islão dos Turcos Qarakhânidas.

961. Reconquista de Creta pelos bizantinos.

962. Fundação da dinastia Ghaznévida, no Afeganistão, primeira dinastia turca no mundo muçulmano. Existirá até 1186.

- Os Bizantinos retomam Alepo.

969. Os Fatimidas, dinastia aparecida no Norte de África por volta de 910, apoderam-se do Egipto.

- Fundação do novo Cairo (al-Aâhira).

- Os Bizantinos voltam a ocupar Antioquia.

993. Nascimento de Ibn Hazm, poeta e teólogo andaluz: apologia da interpretação literal do Corão e da tradição.

996. Massacre de mercadores de Amalfi, porto no sul de Itália, no Cairo.

997. Incursão muçulmana contra S. Tiago de Compostela.

1009. O califa fatimida do Cairo, al-Hakim, manda destruir as igrejas de Jerusalém.

1017. Começo da pregação druza.

1019. Proclamação, pelo califado de Bagdade, de um credo de inspiração hanbalita, uma das quatro escolas do Islão sunnita, que se caracteriza pela sua atenção ao respeito da tradição corânica e profética. Uma 2.ª proclamação dá-se em 1042 e uma 3.ª em 1053.

1031. Fim do Califado de Córdova. As possesões muçulmanas da Península Ibérica são repartidas em principados (tawa'if), conhecidos por Taifas.

1035. Peregrinação a Jerusalém de Roberto, o Diabo (ou o Magnífico), duque da Normandia.

1036. Muçulmanos e Bizantinos concordam em reconstruir as igrejas cristãs de Jerusalém.

1040. Vitória dos Turcos Seljúcidas sobre os Ghaznévidas em Dandanaqan.

1043. Miguel Cerulário torna-se patriarca de Jerusalém.

1054, 25 de Julho. Cisma entre Roma e Constantinopla. Miguel Cerulário, excomungado pelo papa Leão IX, excomunga todos os latinos.

1055. Os Turcos seljúcidas conquistam Bagdade.

1062. O papa Alexandre II concede o perdão dos pecados a quem combater os muçulmanos.

1063. Cruzada de cavaleiros borgonheses à Península Ibérica. O exército cruzado conquista a cidade de Barbastro, em 1064, após 4 meses de cerco.

1064. O arcebispo Gunther de Maiença e os bispos Guilherme de Utrecht e Otto de Ratisbona organizam uma peregrinação de 7.000 pessoas a Jerusalém.

1071, 19 de Agosto. os Bizantinos são derrotados pelos Turcos Seljucidas em Manzikert.

cerca de 1080. Mercadores de Amalfi fundam, perto do Santo Sepulcro, o hospital de São João de Jerusalém, para recolher os peregrinos pobres.

- Fundação da seita muçulmana dos Assassinos.

1081. Aleixo Comneno, imperador do Oriente.

1082. Devido à ajuda prestada contra os Normandos, Veneza obtêm o direito de comerciar em todo o Império Bizantino, sem pagar direitos alfandegários

1084. Antioquia cai nas mãos dos Turcos.

1085. Os Normandos dominam a Sicília.

- Conquista de Toledo por Afonso VI de Castela.

1086. Afonso VI de Castela é vencido na batalha de Sagrajar pelos berberes almorávidas, chamados à Península Ibérica pelos reis muçulmanos das Taifas, devido à conquista de Toledo.

1086 – 1090. Peregrinação à Terra Santa do conde de Flandres, Roberto de Frison.

1087. Cruzada francesa a Espanha, organizada por Urbano II, e dirigida por Raimundo de Saint-Gilles, conde de Toulouse e Eudes I, duque da Borgonha.

1090. Conquista de Malta pelos Normandos.

- Os «Assassinos» apoderam-se do castelo de Alamute, na Pérsia.

1092. Os «Assassinos» matam o vizir Nizam al-Mulk..

Fontes principais:

AAVV,
As Cruzadas (1096-1270),
Lisboa, Pergaminho, 2001

Tate, George,
L'Orient des Croisades,
Paris, Gallimard («Découvertes»), 1991

Heers, Jacques,
O Mundo Medieval,
Lisboa, Edições Ática, 1976

2 comentários:

  1. Poste Sobre o cristianismo espação do mundo

    ResponderExcluir
  2. Valeuuuuu Carinhas Vocês Vao me salvar na prova de Historiiaaaa

    ResponderExcluir